domingo, junho 20, 2021
Home Política Vereador de Belo Horizonte é expulso do Patriota por criticar Jair Bolsonaro

Vereador de Belo Horizonte é expulso do Patriota por criticar Jair Bolsonaro

O vereador Gabriel Azevedo, da cidade de Belo Horizonte, anunciou nesta terça-feira, 1, que foi expulso do partido Patriota por causa de críticas tecidas ao presidente Jair Bolsonaro e à família. Por meio de assessoria de imprensa, o político divulgou imagens do documento que formalizou a expulsão, assinado pelo presidente do partido em Minas Gerais, Hércules Marques Sá. Em um dos trechos da carta, a legenda lembra que o vereador apresentou um Compromisso de Independência no ato da filiação que o permitia garantir a “dispensa de militância partidária” contanto que ele garantisse a “convivência permeada pelo bom senso”. “Ocorre que o senhor, por reiteradas vezes, posicionou-se veementemente contra o atual Presidente da República bem como a outros parlamentares ligados à sua família. Ainda que suas redes sociais estejam desativadas, permanecem as manifestações e críticas que podem ser acessadas em breve consulta aos mecanismos de pesquisa”, diz trecho do documento. A carta afirma, ainda, que a atitude do vereador compromete as relações internas e políticas do partido.

Entre as notas veiculadas pelo presidente estadual do partido na carta estão reportagens de portais locais falando que o vereador pedia o impeachment do presidente. A expulsão de Gabriel Azevedo ocorre um dia após o Patriota anunciar, durante a Convenção Nacional, a filiação do senador Flávio Bolsonaro, que passa a ser líder da legenda na casa legislativa. Em discurso, o filho de Jair Bolsonaro pregou a unidade do partido, falou da pretensão de torná-lo o maior do Brasil e sinalizou a possibilidade do pai também se filiar para as eleições de 2022. Na ocasião, o presidente nacional da legenda, Adilson Barroso, afirmou que deveria formalizar o convite de filiação a Bolsonaro ainda nesta semana.

À Jovem Pan, o vereador informou que presidia uma sessão da Comissão de Legislação de Justiça da Câmara quando foi informado da presença do presidente estadual do Patriotas, Hércules Marques de Sá, com seu comunicado de expulsão. Ele chegou a fazer um vídeo ao lado do representante da sigla no momento em que teve o nome oficialmente desligado do sistema da legenda e outro registro do momento em que comunica sua saída do partido à presidente da Câmara dos Vereadores da cidade, Nely Aquino (Podemos). Nas imagens, Azevedo explica que ficará mais uma vez sem partido e chega a ser aplaudido por alguns dos colegas. “Com esse ato eu posso permanecer sem partido. Eu sou, inclusive, um defensor de candidaturas independentes, não acho que você precisa ter partido para exercer política. Vou permanecer no momento sem legenda”, afirmou. O diretório estadual do partido foi procurado pela reportagem, mas não respondeu até o momento.

- Advertisment -

Most Popular

Bolsonaro rebate seguidor sobre preço do gás: ‘Zeramos os impostos federais, você sabe de quem cobrar’

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) usou as redes sociais neste domingo, 20, para responder a um seguidor que o questionava sobre a alta...

Ministro das Comunicações reclama de jornalistas, políticos e artistas ‘que torcem pelo vírus’

Fábio Faria, ministro das Comunicações do governo Bolsonaro, reclamou do tratamento dado às mortes por Covid-19 por parte do país. “Em breve, vocês verão...

CPI da Covid-19 se posiciona sobre meio milhão de mortos: ‘Vidas que poderiam ter sido poupadas’

O Brasil superou a marca de meio milhão de mortos em decorrência da Covid-19 neste sábado, 19. Segundo o Conselho Nacional de Secretários da...

Lula lamenta 500 mil mortes por Covid-19: ‘Isso tem nome e é genocídio’

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) foi às redes sociais lamentar a marca de 500 mil mortes por Covid-19 no Brasil. O...