domingo, maio 9, 2021
Home Política Menos de 24 horas após instalação, outdoors com críticas a Bolsonaro são...

Menos de 24 horas após instalação, outdoors com críticas a Bolsonaro são destruídos

Organizada pelo Movimento Acredito, a ação que montou outdoors com mensagens críticas à ação do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) no enfrentamento ao novo coronavírus tem causado polêmica entre apoiadores e opositores do governo federal. Entre os 25 cartazes distribuídos por São Paulo e Minas Gerais, ao menos dois foram destruídos menos de 24 horas após serem instalados. Em Mogi das Cruzes, cidade onde os outdoors instalados foram depredados, a empresa que montou os cartazes concordou com a ação desde que os suportes fossem de ferro, a fim de minimizar a possibilidade de danos. Uma das peças publicadas localizava-se no Centro Comercial da cidade, a 15 metros de altura.

Para que a ação acontecesse, críticos ao governo doaram R$ 50 mil ao Acredito por meio de vaquinhas online. Segundo o movimento, a maioria das empresas procuradas se recusou a instalar os outdoors – algumas por medo de represálias e danos às estruturas do cartaz e outras por terem o governo federal como cliente. Por exemplo, em São Paulo, onde oito outdoors ainda serão instalados, 80 empresas foram acionadas, mas apenas três aceitaram o trabalho devido ao medo de depredação das estruturas e preocupação de perseguição jurídica. Para o Movimento Acredito, o protesto via outdoors configura-se como uma estratégia para atingir um público amplo, localizado fora das redes sociais. “Se tivesse vacina, o comércio estaria aberto. Mas não teve”, “Cemitérios cheios. Geladeiras vazias. Bolsonaro é o culpado!” e “Esse governo é uma zona. O Brasil não aguenta mais! Jair! Pede pra sair!”, estão entre as mensagens carregadas pelos cartazes.

- Advertisment -

Most Popular

Bruno Covas posa do hospital e diz ‘não baixar a cabeça’ na luta contra o câncer

Prefeito licenciado da cidade de São Paulo, Bruno Covas (PSDB) usou as redes sociais para postar uma foto sua no Hospital Sírio Libanês, onde...

PSB pede que Fachin intime governador do Rio por operação no Jacarezinho

O Partido Socialista Brasileira (PSB) pediu ao ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Edson Fachin que intime o governador do Rio de Janeiro, Cláudio...

‘Gabinete paralelo’, negociação com a Pfizer e atuação da Anvisa: os próximos passos da CPI da Covid-19

Quem acompanhou a primeira semana de depoimentos à CPI da Covid-19 pôde perceber que a prescrição de cloroquina, ivermectina e outros remédios comprovadamente ineficazes...

Após ser vacinado com a CoronaVac, Doria comemora: ‘O detalhe, de calça apertada’

Aos 63 anos, o governador de São Paulo, João Doria (PSDB), foi vacinado contra a Covid-19 em uma unidade pública de saúde em Pinheiros,...