domingo, maio 9, 2021
Home Política Governo federal flexibiliza regras para compras de bens e insumos

Governo federal flexibiliza regras para compras de bens e insumos

O governo federal decidiu retomar medida emergenciais para aquisição de bens, contratação de serviços e insumos destinados ao enfrentamento da Covid-19, que foram adotadas no ano passado, mas que perderam a validade em dezembro. A Medida Provisória foi assinada nesta segunda-feira, 3, pelo presidente da República, Jair Bolsonaro, e tem como objetivo garantir manutenção das atividades indispensáveis ao atendimento da população. Ao mesmo tempo, ainda no Distrito Federal, o governo local anunciou flexibilização das regras de isolamento social. Com a decisão, foi ampliado o horário de funcionamento de bares e restaurantes e o toque de recolher foi reduzido em duas horas, ficando proibida a circulação de pessoas apenas das 00h às 5 horas. O secreta da Casa Civil, Gustavo Rocha, no entanto, avisou que novas medidas podem ser anunciados em caso de aumento dos casos. Ele lembrou que a pandemia não passou e, por isso, é preciso manter as medidas de prevenção.

“É importante que as pessoas tenham consciência que não é um momento fácil, as pessoas realmente estão morrendo. Não é porque os dados, os índices estão baixando, índice de contaminação, de casos ativos, procura por leitos de UTI, que a agente vai voltar à normalidade como se nada tivesse acontecendo”, afirmou. O Distrito Federal já vacina idosos a partir dos 60 anos. Entretanto, nos últimos dias, o que se viu foi uma queda na procura pelo imunizantes. O motivo é que muitas pessoas estariam esperando a chegada das vacinas da Pfizer. O governo local explica, no entanto, que as doses do laboratórios deverão ser aplicadas em pacientes com as chamadas comorbidades, cuja vacinação deve começar nesta quarta-feira. O Distrito Federal e o governo ressaltam que todas as opções disponíveis no país são seguras e que não será possível escolher o imunizante. Até esta segunda-feira, 23 pessoas aguardavam na fila de espera por um leito de UTI no DF. O número já chegou a 331 pacientes em espera.

*Com informações da repórter Luciana Verdolin

- Advertisment -

Most Popular

Bruno Covas posa do hospital e diz ‘não baixar a cabeça’ na luta contra o câncer

Prefeito licenciado da cidade de São Paulo, Bruno Covas (PSDB) usou as redes sociais para postar uma foto sua no Hospital Sírio Libanês, onde...

PSB pede que Fachin intime governador do Rio por operação no Jacarezinho

O Partido Socialista Brasileira (PSB) pediu ao ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Edson Fachin que intime o governador do Rio de Janeiro, Cláudio...

‘Gabinete paralelo’, negociação com a Pfizer e atuação da Anvisa: os próximos passos da CPI da Covid-19

Quem acompanhou a primeira semana de depoimentos à CPI da Covid-19 pôde perceber que a prescrição de cloroquina, ivermectina e outros remédios comprovadamente ineficazes...

Após ser vacinado com a CoronaVac, Doria comemora: ‘O detalhe, de calça apertada’

Aos 63 anos, o governador de São Paulo, João Doria (PSDB), foi vacinado contra a Covid-19 em uma unidade pública de saúde em Pinheiros,...