domingo, junho 20, 2021
Home Política AO VIVO: CPI da Covid-19 ouve Eduardo Pazuello; acompanhe

AO VIVO: CPI da Covid-19 ouve Eduardo Pazuello; acompanhe

No dia mais aguardado desde o início dos trabalhos, a CPI da Covid-19 ouve, nesta quarta-feira, 19, o ex-ministro da Saúde Eduardo Pazuello, principal alvo das investigações sobre ações e omissões cometidas pelo governo do presidente Jair Bolsonaro no combate à pandemia do novo coronavírus. Exonerado do comando do Ministério da Saúde no dia 23 de março, o general do Exército foi o ministro que mais tempo esteve à frente da pasta – ele substituiu o oncologista Nelson Teich, que deixou o cargo antes de completar um mês de gestão.

Na sexta-feira, 14, o ministro Ricardo Lewandowski, do Supremo Tribunal Federal (STF), atendeu a um pedido feito pela Advocacia-Geral da União (AGU) e concedeu a Pazuello o direito de ficar em silêncio em seu depoimento, sempre que entender que poderá produzir provas contra si mesmo. O ex-ministro da Saúde é investigado na primeira instância em um inquérito que apura se houve omissões na crise de oxigênio em Manaus, capital do Estado do Amazonas. Apesar da prerrogativa, a cúpula da CPI avalia que o general do Exército fica em “situação muito difícil”, sobretudo, em razão do depoimento prestado pelo ex-ministro das Relações Exteriores Ernesto Araújo, nesta terça-feira, 18. Aos senadores, o ex-chefe do Itamaraty afirmou que, durante a pandemia, sua pasta seguiu as diretrizes definidas pelo Ministério da Saúde.

“O depoimento [de Ernesto Araújo] deixa claro que quem aderiu ao consórcio Covax Facility com 10% e não com 50% da quantidade de doses foi o Ministério da Saúde. Ele deixa Pazuello numa situação muito difícil para amanhã. Está me parecendo haver um movimento de abandono do ex-ministro da Saúde. Ele deveria colaborar com a CPI, senão, todos os elementos vão levar a apontá-lo como responsável pela morte de centenas de milhares de brasileiros”, afirmou, em coletiva de imprensa, o vice-presidente da comissão, Randolfe Rodrigues (Rede-AP). “Ernesto nos disse que as tratativas foram consequências de indicações do Ministério da Saúde, com exceção da cloroquina e da viagem à Israel, que foram pedidos do presidente Jair Bolsonaro. De modo que, com isso, com esse esforço, ele transfere o ônus dos equívocos para o Ministério da Saúde e para quem o ocupou, no caso, o ex-ministro Pazuello”, acrescentou o relator, Renan Calheiros (MDB-AL). Acompanhe abaixo a cobertura da Jovem Pan:

09:32 – Decisão do STF limitou ações do governo federal, diz Pazuello

Eduardo Pazuello afirmou que a decisão do STF que assegurou a autonomia de Estados e municípios para decretar medidas de combate à pandemia do novo coronavírus limitou as ações do governo federal. O discurso está alinhado com o que é defendido pelo presidente Jair Bolsonaro.

09:29 – Ex-ministro faz resumo de sua carreira 

Em suas considerações iniciais, Eduardo Pazuello falou resumidamente sobre sua carreira militar e disse que “quem está sentado aqui hoje é um homem comum”.

09:20 – Pazuello inicia sua exposição inicial 

O ex-ministro da Saúde Eduardo Pazuello inicia, agora, sua fala inicial – ele terá até dez minutos para fazer suas considerações iniciais. Aos senadores, o general do Exército disse que irá “esclarecer os fatos e as verdades sobre a pandemia”.

09:16 – Pazuello chega ao plenário 

O ex-ministro da Saúde já está no plenário da CCJ, onde a CPI realiza suas reuniões. Ele chegou acompanhado de assessores e do senador Flávio Bolsonaro (Republicanos-RJ).

09:13 – Omar Aziz abre a sessão 

O presidente da CPI, Omar Aziz (PSD-AM), abriu a sessão desta quarta-feira, 19. Será ouvido o ex-ministro da Saúde Eduardo Pazuello.

- Advertisment -

Most Popular

Ministro das Comunicações reclama de jornalistas, políticos e artistas ‘que torcem pelo vírus’

Fábio Faria, ministro das Comunicações do governo Bolsonaro, reclamou do tratamento dado às mortes por Covid-19 por parte do país. “Em breve, vocês verão...

CPI da Covid-19 se posiciona sobre meio milhão de mortos: ‘Vidas que poderiam ter sido poupadas’

O Brasil superou a marca de meio milhão de mortos em decorrência da Covid-19 neste sábado, 19. Segundo o Conselho Nacional de Secretários da...

Lula lamenta 500 mil mortes por Covid-19: ‘Isso tem nome e é genocídio’

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) foi às redes sociais lamentar a marca de 500 mil mortes por Covid-19 no Brasil. O...

Em balanço dos 900 dias de Bolsonaro, governo celebra doses aplicadas e retomada da economia

O governo federal publicou um balanço dos 900 dias do mandato do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) listando as ações e conquistas de sua...