terça-feira, junho 15, 2021
Home noticias Turismo na Nova Zelândia: país riquíssimo em diversidade cultura e passeios

Turismo na Nova Zelândia: país riquíssimo em diversidade cultura e passeios

Não é muito comum ouvir relatos de passeios e viagens para a Nova Zelândia. Afinal, o país é pouco conhecido como ponto turístico em comparação aos destinos mais famosos. Mas para quem considera valioso conhecer diversos locais, assim como Rafael Libman, vale a pena conhecer um local muito organizado, com sociedade desenvolvida tanto em quesitos econômicos quanto culturalmente falando.

Sendo um destino ótimo para intercâmbio e férias, a Nova Zelândia tem como idioma local o inglês. Quanto aos passeios, um dos mais indicados para iniciar o tour pelo país é Queenstown, sendo um lugar perfeito para uma aventura, é possível apostar em um passeio de jet boat, esqui, praticar rafting, caminhar e pedalar. Sendo ainda interessante pular de bungee jump.

Mas se você, diferentemente de Rafael Libman, não tem espírito aventureiro, vale apostar em passeios mais leves, como por exemplo: aproveitar vinhedos, olivais, praias, ateliês de arte e cafés descolados, a exemplo disso temos a Waiheke Island, que nada mais é do que um oásis encantador! Lá é totalmente possível degustar os melhores vinhos da Nova Zelândia, lembrando que em um de seus diversos vinhedos, vale a pena desfrutar de vistas para o mar.

Outra atração que capta turistas de todos os cantos é o cruzeiro vespertino pelos impressionantes fiordes de Milford Sound, tendo cachoeiras e montanhas nevadas de cair o queixo, o local garante belas fotos e paisagem de arrancar o fôlego de qualquer um. Outras maneiras de ver a “Oitava Maravilha do Mundo” é por meio de sobrevoos, em caiaques ou em passeios noturnos de barco. Veja mais experiências em Fiordland.

Um exemplo de atração natural imperdível que Rafael Libman super indica para quem vai para a Nova Zelândia é explorar os fenômenos geotérmicos. Pois é, Gêiseres é um local que conta com piscinas de lama fervente e grandes crateras vulcânicas podem ser encontradas em Rotorua, lá as forças da natureza escapam por meio de borbulhas, tendo vapores e jatos vindos do interior da Terra, ficando no meio do Anel de Fogo do Pacífico.

Para quem gosta de gelo, é possível ainda caminhar por enormes placas, garantindo fotos e um clima semelhante a cenários de cinema. E falando em cinema, vale lembrar que o país foi palco para as gravações de “O Senhor dos Anéis”, sendo possível ainda visitar de maneira guiada o Hobbiton Movie Set em Matamata, terra das pastagens verdejantes do Condado.

Dá para fazer muita coisa legal na Nova Zelândia, assim como Rafael Libman acredita, é possível aproveitar com tranquilidade um roteiro de 15 dias com muita calma, aproveitando o melhor de um país encantador.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

- Advertisment -

Most Popular

Na CPI da Covid-19, Campêlo contradiz Pazuello sobre crise de oxigênio no Amazonas

Em seu depoimento à CPI da Covid-19, nesta terça-feira, 15, o ex-secretário de Saúde do Amazonas Marcellus Campêlo afirmou, em mais de uma ocasião,...

Com definição sobre modelo de prévias, PSDB dificulta candidatura de Doria à Presidência

A Executiva Nacional do PSDB definiu nesta terça-feira, 15, as regras para as prévias do partido. Durante as prévias, as siglas organizam uma eleição...

‘Duvido que os brasileiros votem no PT, Bolsonaro é o favorito para 2022’, diz ministro Fábio Faria

Chefe do Ministério das Comunicações, o ministro Fábio Faria afirmou durante participação no programa Pânico, da Jovem Pan, nesta terça-feira, 15, que já está...

Presidente do TCU pede para a PF investigar auditor afastado por relatório falso

A presidente do Tribunal de Contas da União (TCU), ministra Ana Arraes, pediu à Polícia Federal, na segunda-feira, 14, que seja aberto um inquérito...