domingo, maio 9, 2021
Home noticias Descubra o que é Bexiga Hiperativa?

Descubra o que é Bexiga Hiperativa?

O Doutor Marco Antonio Quesada Ribeiro Fortes é graduado pela Universidade Federal do Rio de Janeiro e doutorado pela Universidade Federal de São Paulo e atua como cirurgião geral, com especialidade em prostatectomia robótica contra a cura do câncer de próstata. Com mais de 20 anos de experiência, o especialista explica que a bexiga hiperativa é uma condição pouco conhecida, mas extremamente comum.

A bexiga hiperativa é um distúrbio geniturinário que se caracteriza pela necessidade súbita e urgente de urinar várias vezes durante o dia. Esse problema pode estar ligado a outros, como incontinência urinária – perda involuntária de urina ao rir, tossir ou a qualquer esforço físico. Quem sofre de BH pode ter uma qualidade de vida muito difícil, principalmente pela falta de sono durante a noite.

Então, o Doutor Marco Antonio Quesada Ribeiro Fortes diz que para chegar ao diagnóstico é preciso antes descartar qualquer outro problema urinário por meio de exames. Por isso, é necessário uma cuidadosa avaliação clínica do paciente, desde o histórico até o físico. Em casos mais complexos, o urologista pode realizar o teste de urodinâmica, um exame feito para avaliar o bom funcionamento do trato urinário e o armazenamento de urina.

As causas da bexiga hiperativa podem variar muito, mas as principais são:

  • Infecções no trato urinário;
  • Alterações hormonais;
  • Obstrução urinária;
  • Doenças que afetam o cérebro, como derrame ou ELA;
  • Fraqueza dos músculos pélvicos.

O Mestre e Doutor em urologia Marco Antonio Quesada Ribeiro Fortes diz que o sintoma mais típico da BH é a vontade incontrolável de urinar, mesmo quando a bexiga não está completamente cheia. A grande diferença entre a bexiga hiperativa e a incontinência urinária é que na primeira é preciso de um certo esforço para o xixi sair, sem contar que não é um simples escape, mas sim uma quantidade grande. O tratamento é em 3 etapas: terapia comportamental, medicamentos e cirurgia. O urologista irá escolher qual o método mais adequado para cada paciente, a depender da intensidade dos sintomas e em como está afetando a qualidade de vida. A combinação de medicamentos com a terapia comportamental costuma dar uma eficácia muito boa, levando a cirurgia para casos somente de extrema falta de controle.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

- Advertisment -

Most Popular

Bruno Covas posa do hospital e diz ‘não baixar a cabeça’ na luta contra o câncer

Prefeito licenciado da cidade de São Paulo, Bruno Covas (PSDB) usou as redes sociais para postar uma foto sua no Hospital Sírio Libanês, onde...

PSB pede que Fachin intime governador do Rio por operação no Jacarezinho

O Partido Socialista Brasileira (PSB) pediu ao ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Edson Fachin que intime o governador do Rio de Janeiro, Cláudio...

‘Gabinete paralelo’, negociação com a Pfizer e atuação da Anvisa: os próximos passos da CPI da Covid-19

Quem acompanhou a primeira semana de depoimentos à CPI da Covid-19 pôde perceber que a prescrição de cloroquina, ivermectina e outros remédios comprovadamente ineficazes...

Após ser vacinado com a CoronaVac, Doria comemora: ‘O detalhe, de calça apertada’

Aos 63 anos, o governador de São Paulo, João Doria (PSDB), foi vacinado contra a Covid-19 em uma unidade pública de saúde em Pinheiros,...